Funcionário do IML é preso após abusar de cadáver de ex-BBB

26940Visualizações 2020/7/2
21 12 Salvar Denunciar
  • Clique para assistir mais tarde
X
  • Faça o login para usar
X
  • Feedback enviado com sucesso
Anúncio
A morte da russa Oksana Aplekaeva sempre foi um mistério para as autoridades do país. Em 2008, a jovem foi encontrada estrangulada em uma rodovia da cidade de Moscou. Oksana, na época, ficou conhecida por participar do reality show Dom-2, uma versão do Big Brother. Até hoje, o responsável por matá-la ainda não foi encontrado. No entanto, 12 anos depois, a polícia descobriu novas pistas e pediu a exumação do corpo. Ao fazerem um exame de DNA, as autoridades levaram outro susto. O corpo de Oksana havia sido violentado por um homem quando estava no IML.
+ Expandir - Retirar
Próximo vídeo
Comentários de usuários
  • James Munce

    Ao fazerem um exame de DNA, as autoridades levaram outro susto. O corpo de Oksana havia sido violentado por um homem quando estava no IML.

    + Expandir - Retirar
  • GiAn araujo

    Após mais investigações, a polícia descobriu que tratava-se de um funcionário do local, identificado apenas como Alexander, de 37 anos.

    + Expandir - Retirar

Isenção de responsabilidade:

Este site oprera upload artigos em tempo real. Não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa a opinião pessoal dos redatores e não é a posição deste site. O usuário não deve confiar no conteúdo, mas deve julgar a autenticidade do conteúdo à sua própria.Os redatores têm o direito de escrever artigos neste site.

Como o site está sujeito ao modo de operação "publicação em tempo real", portanto, o sistema não pode verificar todos os artigos a tempo. Se você encontrar um problema, deixe uma mensagem ou entre em contato conosco.

O site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e rejeitar a publicação de qualquer pessoa e também o direito de não excluir o artigo. Nunca escreva linguagem ofensiva, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais. Este site reserva todos os direitos legais.